terça-feira, 26 de maio de 2009

Fragmentos 4: Conversar com o diabo?!


“ ...A serpente disse a mulher: foi assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim?” Genesis 3:1c

Qual era o propósito que estava por detrás desta pergunta da serpente?
Poderíamos dizer que a serpente desejou levantar dúvida no coração de Eva. Mas quando lemos a resposta de Eva observamos que ela não tinha dúvida alguma sobre este assunto.
Preste atenção: muitos de nós estamos caindo feio neste propósito que envolve o engano sem nenhuma percepção. Como poderemos ser livres disto se não temos conhecimento de onde o engano começa?
O grande propósito que estava por detrás da pergunta da serpente era apenas estabelecer comunicação e diálogo com Eva. Qualquer um de nós que aceitarmos conversar com o diabo sairemos persuadidos desta conversa. Ele é o enganador.
Muitas vezes, somos tomados por um desejo de sermos advogados da verdade ou da vontade de Deus revelada a nós, e quando menos percebemos, estamos sendo tomados por questões que nos fazem vacilar. São pequenas concessões que abrimos em nossas mentes, escolhas que trazem pecados que destroem nossas vidas.
Nenhum pecado em minha e em sua vida começará com consequências avassaladoras, sempre seremos seduzidos e enganados como diz o próprio texto de Provérbios que citamos no início do capítulo.
Mas o que seria aceitar conversar com o diabo?
Talvez com nossas mentes cheias de jargões evangélicos, digamos: “ta amarrado em nome de Jesus”. Porém, muitas vezes quando escolhemos usar tais expressões sem pensar racionalmente, diante de Deus e guiado por seu Espírito, em questões como esta, tais expressões tornam-se vazias e sem poder algum. O poder do nome de Jesus sobre o diabo se deu por quem Ele é e pelo o que Ele fez, logo, nossas ações precisam ser coerentes com esta expressão, ou seja, precisamos estar neutralizando a ação do diabo sobre nossas vidas com nossas atitudes de obediência a Jesus.
Aceitar conversar com o diabo consiste nas pequenas concessões que vamos abrindo para o pecado em nossas vidas. Às vezes, é estar no lugar errado; é negociar verdades eternas pelo prazer momentâneo; é deixar duvidas e questões pra depois quando podíamos ler, meditar e estudar a Bíblia em busca de firmar nossa fé no conhecimento de Deus e de sua Palavra; é uma excessiva auto-confiança; é a falta de disciplina no seu relacionamento com Deus e outros situações
.

2 comentários:

  1. Otimo blog irmão! Se tiver oportunidade, conheça o meu. Vou segui-lo a partir de agora.

    Danilo

    http://genizah-virtual.blogspot.com/

    ResponderExcluir